Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Bêbado e o poeta

O Bêbado e o Poeta
 
 
No bar um bêbado com olhar de mistério
E um poeta encantado com a vida
 
Qual dos dois é mais embriagado e poeta?
 
Por que você bebe?
— Para esquecer as agruras
— Para lembrar e cantar a beleza
 
Do bêbado a incompreensão
Sobre o rendimento da vida
Mas do que ela dá
Comemora bebendo “quando pode”
 
Do poeta a solidariedade das idéias
Para com o bêbado incompreendido:
A mulher tem a forma da vida
Vive sempre cantada nos bares
De dia sempre melhor no fim da noite
 
O bêbado fala os versos do poeta:
Sonho com um amor de madrugada
Que me beija me afaga e me quer
E seja em tudo autêntica mulher
 
O poeta lembra o tempo
Em que produziu os versos e logo
Toma o copo das mãos do parceiro
 
Ambos unidos no mesmo espaço
Que tem presença
E no mesmo tempo que tem amor
 
Um bebe para esquecer
Outro para lembrar abraços
E os dois são sujeitos desses motivos
 
Um declama versos queridos
Outro bebe o mistério de ser feliz
Pela lembrança da mulher amada
Distante às vezes
Mas sempre juntinho do coração.

 Guimarães Rocha
Membro da Academia Sul-Mato-grossense de Letras



Guimarães Rocha
Enviado por Guimarães Rocha em 23/04/2006
Código do texto: T144200
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Guimarães Rocha
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 60 anos
28 textos (9083 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:07)
Guimarães Rocha