Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ACORRENTADA




Quero dizer que não quero
Mas o cotidiano afirma que minto
Pois tudo o que em meu peito sinto
E o imenso amor de ti, que venero
Sou escrava, cativa dos teus desmandos
Não dona de mim, pouco sei de meus atos
Vivo percorro mundos, atropelo-me em desacatos
Ensurdecida, apaixonada...atendo teus comandos
Nada sei, ou se sei esqueço
Padeço de falta de vergonha na cara
Vai resolve...fica ou desce...Toma uma atitude
Assim não posso ficar!
O final da história...queres que eu mude?


Denise






Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 11/01/2005
Código do texto: T1444

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916778 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:24)
Denise Severgnini