Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AMARALÍNGUA

                                       
                                  - de como poderia ter nascido um beijo de língua -


A língua,
na convexidade duma colher,
fez-lhe cóssegas nos pés
e desassossegou coxas;
lenta,
ereta e eleita ao pé-do-umbigo,
sorriu-lhe na graça tímida
ao desencabular o siso;
mansa,
molhada entre dobras e bordas,
gastou-se nos pelos raspados
na prova do molho madeira;
insana,
consciente do gosto que há no paladar,
parou de salgar a linha das costas
no primor do corpo invertido;
mundana,
apaixonada pela boca, única entre tantas,
guarda saliva de palavras úmidas
para babar no beijo primeiro;
invadida,
acasalada pela antropofagia da alma crua,
encaixou-se tão natural e simples
no beijo de língua composto.

Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 03/05/2005
Código do texto: T14445
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19519 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:11)
Djalma Filho