Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu coração é um duplex...

Sim...ele artesanal
de olhos cabalísticos
da louca ruptura mental
que inventa labirintos
que desconcerta hinos
e rouba a direção dos trilhos...
Sim...ele arte sensual
arriscaria até
pa
ra
do
x
a
l
que projeta sentidos
emaranhados delitos
fogos de artíficios?
em corpos jamais vestidos...
Sim ele
ele ele
que tomba que mexe
que faz e acontece
 e permanece
pra sempre
no segredo
de uma hora irreversível
que não abrevia
que morde que açoita
que não alivia
que queima resumos
e deixa a língua ressequida
Ele que é
esse meu desejo faceiro
e madrugueiro
de fazer poesia
que é travesseiro
e também agonia

Ele que palestra
marcas irretocáveis
que mistérios e missivas
inenarráveis
hão de persuadi-lo em sua pele
Ele que ministra
aventuras da palavra
que apropria
desabita
e invade
que riscos e resquícios
em desmedida criatura se acovarde?
Ele..
que alicia
que desdobra
que maldade
faz do corpo
registro de
insanidade...
Ele que rosa
que venta
que sopra
que Frida não freia a sua fala
que Maria não"calla"
ótica rara
Ele que opera
que des
mancha
que querela
que figura
que patrulha
que barulha
Ele que faz do meu coração
Vertigem de altura
com propriedade
em câmera obs...cura
Ele que ela que eu
que nós
que a sós
que sombras
contornam milhões
de girassóis...entrelaçados e perdidos
inevitáveis proezas de seres infinitos
Ele que assombra
que seda
que apalpa
que devora
que neon
que sur ton
imprime cores
sem marcas de batom
(O meu no colarinho vale?)
Ele que ama
que mantra que canta
que vicia que flerta
que lança...
Ele para sempre
no meu amor cristalizado!!!

Izabella Gamellas
Enviado por Izabella Gamellas em 25/04/2006
Código do texto: T144845
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Izabella Gamellas
São Luís - Maranhão - Brasil
107 textos (10690 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:08)
Izabella Gamellas