Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RONDA CRUEL



Por que vens assim do nada
Quando já te tenho no esquecimento

Por que me atiças
Com uma ínfima fatia de atenção

Por que não ficas em tua mudez
Por que não desapareces de vez

Desatino das minhas ânsias
Sombras do meu deserto
Sempre por perto, mas distante
Sempre evasivo, inconstante


Por que vens assim do nada
Quando já te tenho no esquecimento

Sigas teu destino como as ondas do maremoto
Vás neste moto perpétuo de tortura

Deixes-me com minha gastura
Com minha tristeza
Leves tua canção
Leves tua bagagem
Não me apareça mais
Adeus!

Denise


Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 11/01/2005
Código do texto: T1451

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916684 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:46)
Denise Severgnini