Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Poema

O poema
São letras garrafais que o compõe,
Mas não é as letras que o compõe,

É o espelho em que uma mão se olha
Para formar a outra,
Mas não é a fronteira que separa
A existência de uma ou de outra mão,

É a poltrona onde se joga o espírito
Cansado do corpo semivivo.
Mas não é o cansaço de todas as
Vezes que quis sorrir e não houve eco,

O poema é a mensagem que vem
Não se sabe de onde,
Mas que fica para sempre a espera
De quem o decifre...

O poema é um tipo de solidão.
Sebastião Alves da Silva
Enviado por Sebastião Alves da Silva em 26/04/2006
Código do texto: T145375
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sebastião Alves da Silva
Imperatriz - Maranhão - Brasil
687 textos (27272 leituras)
2 áudios (87 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:19)
Sebastião Alves da Silva