Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO

DENTRO DE MIM
SÓ TENHO RUAS VAZIAS
DESERTOS DE AREIAS NEGRAS
E UM MAR INTRANQUILO E PEDREGOSO
POR ONDE NINGUEM NAVEGA
EU SOU SÓ, SEM SOL
SEM CÉU
SEM DÉU
SEM RUMO
SEM PRUMO
SEM VINTÉM
SEM NINGUÉM
SOU ALGUÉM DESENCONTRADO
E DESENCANTADO
SOU COMO O MENDIGO
SENTADO NO ADRO DA IGREJA
PEDINDO ESMOLAS
ENTRE PESSOAS FRIAS
QUE TRAFEGAM
SEM SEQUER
UMA PALAVRA DE CONFORTO
SOU O MORTO SOLITÁRIO
DEPOSITADO NA GAVETA FÚNEBRE
SOU O VAZIO DAS NOITES DE INSÔNIA
SOU O PERDIDO NA FLORESTA
QUE PROCURA ENCONTRAR
O CAMINHO CERTO
A BRECHA ENTRE AS FOLHAGENS
O FIO DE LUZ DO SOL
SOU NINGUÉM
QUE QUER SER ALGUÉM
TER AMIGOS
E DEIXAR DE SER
UMA RUA VAZIA


14/01/82        TEREZA NEUMANN
Tereza Neumann
Enviado por Tereza Neumann em 26/04/2006
Reeditado em 26/04/2006
Código do texto: T145616

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Tereza Neumann). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tereza Neumann
Salvador - Bahia - Brasil, 62 anos
330 textos (15749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:08)
Tereza Neumann