Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O que foi

Existe um tempo que não se conta,
de dias leves e imperceptíveis.
E nele a vida está sempre pronta
na sucessão de dias e noites.
Não cabe relógio na mocidade.
Horas, minutos e segundos,
não se medem na ansiedade,
e o cronólogico é mera abstração.
Do sorriso fácil vertem ilusões,
que brotam em sonetos róseos e,
não raro eles viram canções.
Músicas de acordes perfeitos,
Para dançar num compasso infinito,
Sem tic-tacs e sem ponteiros.
O mundo é como um tablado dourado,
onde tudo que for ruim é passageiro.
O tempo é só mais um verbete,
que se sabe, se diz, somente,
fluindo como um falcete.
Ah!Esse é o tempo que não se conta.

Lislopes
Enviado por Lislopes em 26/04/2006
Código do texto: T145617
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lislopes
Passo Fundo - Rio Grande do Sul - Brasil, 55 anos
80 textos (269538 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:30)
Lislopes