Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RÁPIDO TEMPO

Plumas de refúgio em tuas mamas, urnas
De vermelha fina flor em teu abdômen; florações
Por toda carcaça tua, rosário das consternações
De três-marias dementes e não diurnas.

Manguezais  plantas em teus cambitos
A vibrar de  áspides e de mesuras
Caminhantes pelos muitos-e-vários
Mares enfurecidos e infinitos.

Selvagem celeuma nas savanas geladas
De teus cândidos glúteos abandonados
Feito um despovoado modificado por nevasca.

E entre esse enclausurado pervertido e silvano
Eu, desnudo e desamparado, a escutar o SER que lamenta
A existência e a extinção no tempo rápido que passa.
R J Cardoso
Enviado por R J Cardoso em 26/04/2006
Reeditado em 27/04/2006
Código do texto: T145859
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
R J Cardoso
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
3129 textos (79585 leituras)
2 e-livros (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:09)
R J Cardoso