Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contrário de Dois

Nunca sei ao certo se estou certo,
ou meio arredio de contas e erros.

Sei dela.
Pacífica, tenra,oscilante igual a
uma flor.

Sei dela.

Um dia pegou a malharia e o bonde,
e zarpou prá terra ee três colos.

E pelos mares de
lá,ficou!
ficou.

Até hoje.

Eu, de longe, sonho
com seus triviais beijos,
de mãos dadas apoiadas no
invisível,
do nosso amor eterno.

Só sonhar é possível!

Formamos o contrário de dois:
ela, no jaz formoso de um corpo
quente,
batido pela maresia;
eu, torto, esquálido,
penso no dia...
no dia, que a vida fizer
de dois, o contrário
de um!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 27/04/2006
Código do texto: T146054
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 15:53)
José Kappel