Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O INVISÍVEL ASPECTO SILENCIOSO NESSA TARDE

Na avenida aqui perto, o barulho de carros passando.
A janela do alto, deixa a cortina passear
ao ritmo da brisa quente.
A atmosfera está impregnada de sombria tristeza.
Ah, não!... Não é a atmosfera ao redor,
que está revestida de sombria tristeza,
mas sim a minha alma!...
É a minha alma que não alegra-se com a claridade alongando-se.
Meu eu interno está sombrio, triste, cinzento!...
E reflete-se no ensolarado emanar.
Porém, quero agora ver por detrás dessa névoa triste,
as cores alegres, as nuvens brancas passeando no azul.
As paredes daqui abrigam um não sei quê de eternidade!
Há algo querendo atravessar o invisível aspecto silencioso nessa tarde, que de dentro dessas mesmas paredes,
já abrigam Vozes Mudas.
Há mensagem velada envolvendo os raios de Sol,
que com suas luminosidades jorram fios dourados,
ao mesmo tempo em que o Ritmo do Universo,
abrange as auroras adormecidas em meus olhos.
Sim, meus olhos estão cobertos pelo fragor das tormentas...
Num vislumbre do Terceiro Milenio iniciando,
trazendo sonhos novos, para todos nós, terráqueos,
que pisamos o solo ardente de nossa querida Mãe-Terra,
aconchegando-nos em sua calorosa essência!
Aninha Caligiuri
Enviado por Aninha Caligiuri em 27/04/2006
Código do texto: T146449
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aninha Caligiuri
Maringá - Paraná - Brasil
70 textos (1359 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:17)
Aninha Caligiuri