Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minha alma de poeta

Sonha, imagina, cria,
veste suas máscaras
colore o mundo com as sete cores do arco-íris
AMA.
 
Transforma-se da simples menina,
a mulher mais ardente,
a loba, a gata no cio.
AMA.
 
Vive suas fantasias
cria cenários cinematográficos
onde seu príncipe virá socorrer sua donzela
com um belo e doce beijo apaixonado.
AMA.
 
Extravasa suas vontades,
seus sonhos, suas verdades,
seus amores, seus desejos.
suas ânsias, suas alegrias,
suas dores.
AMA.
 
Não sei se sou uma poetisa,
somente transcrevo sentimentos,
ora felizes, ora tristes,
ora saudosos, ora desejosos.
Onde minhas rimas cantam  a alma do sentimento,
transmitindo assim o que sinto.
Pode ser incompreensível para muitos,
pode não ter sentido para você,
mas no meu intimo,
algo me diz que "alguém" entendeu meus sentimentos...
 
Quero um dia poder ser uma grande poetisa,
aonde comporei um lindo poema de amor,
que crave em seu peito e em sua alma,
transformando-me na mais linda rosa
que você jamais conheceu.
 
Ouvirás minhas canções quando
estiveres no mar,
e olhando no céu verás o meu brilho nas estrelas,
serei a sua linda rosa vermelha,
onde serei acariciada por seus doces beijos.
 
E assim quero ser a sua poetisa,
cobrindo-te de versos, rimas e de amor,
onde vivo meu presente escrevendo
e mais tarde dando-te o meu calor
o meu eterno amor.
 
Sandra Wajman Gruner
Sandra Wajman Gruner
Enviado por Sandra Wajman Gruner em 27/04/2006
Código do texto: T146497
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Wajman Gruner
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
116 textos (7134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:13)