Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Banquete dos Amados

os dias, às vezes,
são cheios de
estrepolias,
das vagas estrelas,
aos dias, rompem
de repente,
carregando,
de presente,
o que
era nosso
de coração.

e,neste ano que
se encerra,
tenho um
simples pedido:
aos
donos de anjos,
aos feitores
de deuses,
aos
carregadores
de óbitos,
às luzes do
desconhecido,
aos recolhedores
de pós e cinzas,
não carreguem
mais nada
de mim.

neste ano
perdi
quase tudo que
amava por bem.

olha: do pai
e da mãe,
do tio e do irmão,
prá enternidade
todos foram.

perdi todos
com a maior
facilidade !

mas sei,
também, que
lá prás bandas
do céu,
hoje e amanhã,
tem festa de saudade,
com
toda família reunida,
num nostálgico
banquete
dos amados.

José Kappel
Enviado por José Kappel em 29/04/2006
Código do texto: T147199
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:39)
José Kappel