Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU POSSO



POSSO dizer o que quero
Sem que o coração me engane
E a mente me embarace
Com pensamentos impróprios
E palavras vazias

POSSO desejar a minha amada
Sem que o desejo me traia
E me leve como cego
Ao crepúsculo da louca paixão
E me torne um escravo
Da minha própria insanidade.

POSSO fazer o que eu quero
Sem que a vontade me obrigue
A fazer o que não devo
Sob a pena de causar aos outros
O que não desejo a mim mesmo.

POSSO viver como desejo
Sem que a alma me conduza
À beira do precipício oculto
E me atire de lá num imenso vazio
Pois a vida que temos
É como um jardim que não vemos
Banhado por um rio que nada sabemos.
Pedro Ernesto Prosa e Verso
Enviado por Pedro Ernesto Prosa e Verso em 29/04/2006
Código do texto: T147357
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Pedro Ernesto Prosa e Verso
Fortaleza - Ceará - Brasil
439 textos (8782 leituras)
1 e-livros (6 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:41)
Pedro Ernesto Prosa e Verso

Site do Escritor