Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

REPARTIDO

Coloco restos de mim na calçada.
Logo, percebo-me levado
naquilo que se tornou nada.
Carregado por alguém,
cuja face não vejo.
Mas que ao juntar meus cacos
e recriá-los em novas indispensabilidades,
me intervém.

Assim me desdobro
em asas de novas necessidades,
despedaçado inteiro,
antecipando o próximo descarte.


Enquanto uma lasca de mim desabrocha
em novo cativeiro,
continuo ao mercê da arte
de estancar sorrisos no nevoeiro
e sobreviver noutra parte.




 (do lviro COLHEITA DOS VENTOS - ed. LEGIS SUMMA, 2008)
ALFREDO ROSSETTI
Enviado por ALFREDO ROSSETTI em 29/04/2006
Reeditado em 20/10/2015
Código do texto: T147614
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ALFREDO ROSSETTI
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 65 anos
143 textos (2367 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:32)
ALFREDO ROSSETTI