Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOLIDÃO IMANENTE

Por: Rosa R. Regis - Natal/RN - 2001.

A solidão me acompanha a todo lugar que eu vou.
Ela é a mim imanente.
Estando sempre presente pois faz parte do que eu sou.

Mesmo que eu esteja cercada por uma grande multidão,
por pessoas conhecidas,
Estou só, como tolhida por algo a mim aderido
que é a minha solidão.

É como algo que me isola, tornando-me inacessível.
E se, pois, alguém me olha e demonstra que está me vendo,
isto me parece incrível!
Pois estou sempre envolvida
por um ser que faz com que eu me torne um ser invisível.

É a "Solidão imanente" que me faz ser este ser
que, mesmo estando presente, é como se estando ausente:
ninguém me ouve ou me vê.
E por maior que seja o empenho,
uma companhia não tenho, por ninguém me perceber.

E só o pensar me acompanha a todo lugar que eu vou!
Pois me é, também, imanente
como a solidão, e presente me está sempre na mente,
fazendo-me ser o que sou.

É o meu companheiro das mágoas,das tristezas e das lágrimas,
que a solidão me traz!
É quem me enxuga o pranto
quando, sozinha, a um canto,o meu ser, só, se  d.e.s.f.a.z...

É ele quem arruma as coisas
que estão despedaçadas dentro do meu coração!

...
E eu agradeço isso
não a milagre ou feitiço
mas, tão somente a um pensar são
que emana do meu ser tanto quanto a solidão.
Rosa Regis
Enviado por Rosa Regis em 30/04/2006
Reeditado em 23/09/2010
Código do texto: T147656
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Regis
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 67 anos
383 textos (153715 leituras)
1 e-livros (7 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:30)
Rosa Regis

Site do Escritor