Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANANCIAL DE AMOR




Meu corpo carnal adormeceu
Vencido pelo cansaço da labuta diária
Minha alma, ave lendária
De tempos de outrora
Esperava, inquieta, a hora
De desmembrar-se de mim
E viajar...

Não saiu totalmente revolta
Pois alma não anda à solta
Um fio de prata a prende
No corpo físico adormecido
Que pensa já ter vivido
As experiências do espírito

Minha alma voou alucinada
A uma terra encantada
Que fica além, muito além
Do celestial jardim do Éden
É um planeta sublime
Onde só o amor exime
Os padeceres temporais
Vivenciados em terras carnais

Nesta experiência transcendental
Só quem vive é que sabe
Encontrar de amor um manancial
É emoção que no peito não cabe


Repleta de amor e felicidade
A alma ao corpo regressa
Até que no dia de sua liberdade
Ao manancial de amor, voltará sem pressa!

Denise




Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 12/01/2005
Código do texto: T1482

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (915574 leituras)
16 áudios (8876 audições)
311 e-livros (34050 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 02:09)
Denise Severgnini