Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espelho da Alma


Se no espelho d'alma eu olhasse agora
eu me afogaria num mar de perguntas
ao olhar vermelho que por vezes chora
ter posto tão longe as almas que juntas
dividiam versos pelo mundo afora...

Eu perguntaria por que me permito
me deixar tão longe mesmo quando insistes
em sempre trazeres um mundo bonito
aos meus olhos cegos, aos meus olhos tristes
em que pousas sempre teu olhar bendito...

Mas, mesmo distante, tua voz me acalma
e me mostra um mundo em que eu possa achar
um outro reflexo para o espelho d'alma
em que eu possa ainda conseguir olhar...

Teu olhar, teu riso, e teu jeito afável
de dizer que amas e que me perdoas
por não ser o amigo - isso é imperdoável
mesmo quando a vida louca me atordoa...

Peço não permitas que a distância avance
e que eu não me perca quando esteja ausente
pois que eu temo o dia em que tu te canses
de eu não ver-te espelho vivo em minha mente!
Poeteiro
Enviado por Poeteiro em 01/05/2006
Código do texto: T148293
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeteiro
Santos Dumont - Minas Gerais - Brasil
440 textos (10789 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:56)
Poeteiro