Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Salamandras de Fogo(da série Portugal em Chamas)


01/05/2006 09h56
Salamandras de fogo...
A imagem é uma das que, à época das queimadas,recebi entre muitas,em respostas à minha Poesia.Mas não lhes conheço o crédito(do fotógrafo).Se alguém souber,mande dizer,quecolocarei a autoria da imagem,tão bela quanto assustadora...




Joaquim Evonio,do site "Varanda das Estrelícias",retorna ao Grupo Portico Lítero Poético(este,liderado por Jurandyr Argolo).Evônio,generosamente,nos deixava compartilhar dios jardins de sua mãe,enviando lindas imagens de flores...
Eu já estava com saudade.
Noutro dia,pela madrugada,acompanhava uma reportagem de TV sobre vários aspectos das Terras lusas e abordaram o fogo.
Lembro-me de haver escrito para o Carlos Leite,diretor do CEN,uma série de poemas chamados Porugal em Chamas.E muito orei para o fogaréu tivesse fim.
Registro aqui e coloco a poesia que acaba de brotar:



Caro amigo:seja muitíssimo benvindo.Mesmo com você ausente,algumas vezes,envie textos em PVT.
Espero que já tenha se recuperado,bem como seus familiares,das perdas.Novos dias virão.Recomeços impostos às vezes machucam muiro,mas o homem tem a capacidade de,qual a fênix mitológica,re/fazer-se.
Que bom que vc já alça vôos-talvez pela varanda famosa....
Perdi meu esposo(acidente de estrada,terrível) e passei seis meses sem sair,porque chorava muito.Uma casa é como alguém familiar.O fogo tem salamandras implacáveis,conforme digo no poema abaixo,que acabo de fazer inspirada pela menção à idéia de fogo,à sua menção de incêndio.E na casa.,Impressionada,à época dos incêndios,fiz poemas em série,( Portugal em Chamas).Vc foi vítima dessa fase?Não sabia!
O importante é que o amigo volta e flores se abrem
O espírito das pessoas é maleável,reconstiti-se de si mesmo.E as salamandras diluem-se notempo.
Com amiizade cordifraterna;
Clevane Pessoa
www.clevanepessoa.net
(Meu blog está às ordens para vc enviar textos).


Portugal em Chamas(II)

Clevane Pessoa de Araújo Lopes

As labaredas desenham no ar sinuosidades
que quais mulheres fatais,
enganam pela beleza.
Assustadora beleza,
que crepita alegremente
enquanto devora.
O fogo tem salamandras implacáveis.
Elas aquecem o ar
e tudo mais em torno
enquantam dançam,azuis e alaranjadas.
E os homens,as mulheres,as crianças,
enquanto respiram o ar morno,
enquanto tentam livrar os animais,
enquanto veem as plantas se encolherem,
se enegrecerem
a resistir,
e as aves assustadiças
a fugir,
ainda se envolvem
em chales de temores ancestrais
e choram...
Dentro do coração cansado,
da alma chamuscada,
a esperança,
verde e renovada a cada instante,
brota em tênue manto
do qual será preciso cuidar...

E então,as horas se engancham nas pás
de velozes ou lentos
moinhos do Tempo...
As salamandram se evolam!

E um dia,as pessoas acordam mais contentes
e percebem-se curadas,reformulasdas.
Muito mais resilientes,
aprendem os segredos das adaptações...
E o pior já passou...

Para Joaquim Evonio,com carinho;
Clevane


Joaquim Evonio escreveu:
Amiga(o)s,

Foi com muito gosto que aceitei o convite para voltar a este simpático Grupo

Já cá estive durante bastante tempo, acabando por ser, ao que julgo,
automaticamento excuído devido ao silêncio prolongado decorrente dum
incêndio que aconteceu em minha casa no já distante Setembro de 2004.
Nada fiz na altura no sentido de voltar devido ao acréscimo de trabalho,
mesmo no que se refere ao prazer de gerir a minha página pessoal. Julgo ter
encontrado agora solução estrutural para poder dar mais atenção ao diálogo e
à sã convivência que tanto me agradam.

Reitero à Moderação os meus agradecimentos por este convite.
Espero a todos fazer boa companhia.

Abraço poético do

joaquim evónio

Seja bem-vindo ao meu site - Varanda das Estrelícias
www.joaquimevonio.com
Publicado por clevane pessoa de araújo em 01/05/2006 às 09h56
Seja o primeiro a comentar este texto
Indique esta leitura para amigos
 
Copyright© 2005 by ClevanePessoa. Todos os direitos reservados.Criado e hospedado por Recanto das LetrasPágina atualizada em 01.05.06 10:06
clevane pessoa de araújo lopes
Enviado por clevane pessoa de araújo lopes em 01/05/2006
Reeditado em 02/04/2007
Código do texto: T148327

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autor e o link para o site "www.sitedoautor.net(Clevane pessoa de araújo lopes;(www.clevanepessoa.net/blog.php)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
clevane pessoa de araújo lopes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
555 textos (176706 leituras)
21 e-livros (13423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:32)
clevane pessoa de araújo lopes