Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRAIA DE MUSGOS


Poeta ! encerra tua poesia numa garrafa
e lança ao mar da existência ,
junto à proa da tardinha,distraída e vazia,
sem o orgulho dos brasões e o toque dos sinos,
sinos bordados em ouro e prata,apenas tenha
o prazer de ter estado poema e sê-lo !
como a simplicidade das águas .

Tilintará talvez em cascos moribundos ,
ou em alguns arrecifes arredios ,
antes de naufragar numa praia
donde saiu à preamar .
Talvez,de uma rede ela não escape ,
mas antes de tal conforto
confortará o poeta , se prosseguir .

Que ela flutue mesmo que a meio corpo
e espalhe ao mar , um poema !
e os que amam tua poesia a reterão no peito!
Que a cortiça esteja firme , justa,
a manter intacta o cerne (hermético)
que de outros cernes agora frágeis,
contemplam as palavras !

Indiferentes talvez, ou curiosos ,
os peixes e as aves a cortejarão ,
mas,que continue em bolina a meio corpo,
pois o seu caminho é o sal diluído.
Que flutue pois , mesmo que pálida e cansada,
sem bússola ,sem leme , sem velame ,
mas leve por mar um poema !

Nauseante Náutilo de cristal !
não te detenhas somente em círculos,
mas continue em bolina a meio corpo
a descrever um arco aos olhos que ficam
contemplativos e já distantes das palavras
que errantes deslizam sobre as cristas
brancas e fervilhantes desse mar !

E o mar lhe ofertará seus frutos ,
e as águas lhe darão vivas !
as algas lhe estendenrão verdes tapetes
 roçando por sobre coloridos seixos e corais.
Mas que ela continue a flutuar quanto mais,
pois quanto mais distante do cais ,
mais beberá o poeta da fonte do parnaso !

E por fim Poeta !
quando a lâmina do tempo romper
as jugulares que alimentam o tédio
e a sangria dos baixios lançarem aos escombros
numa praia de musgos a tua poesia ,
um anjo por certo  a recolherá
e curioso decifrará teus hieróglifos poéticos !




A poesia é como os filhos , não nos pertencem,
embora tenha a nossa assinatura !



SBC - SP José Alberto Lopes®
29/04/2006
José Alberto Lopes
Enviado por José Alberto Lopes em 01/05/2006
Código do texto: T148493
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Alberto Lopes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
594 textos (36569 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:43)
José Alberto Lopes