Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Súplica

Meu Deus,
Meu Deus!
Não faça de mim um brinquedo,
Tenho muito medo.
Não faça de mim
Um covarde,
Não abafe meus gritos.
No meu peito,
A dor mais triste arrebenta.
Nos meus olhos,
A lágrima mais pura despenca.
Meu Deus,
Meu Deus!
Não me abandone agora
Nesta hora tão doída.
Já não sei onde me levam os passos
Já não sei o que vêem os meus olhos
Ah, meu Deus... responde:
afinal, o que faço com tantos estilhaços?
Pedro Cardoso DF
Enviado por Pedro Cardoso DF em 02/05/2006
Reeditado em 21/05/2007
Código do texto: T148883
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Cardoso DF
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 68 anos
4325 textos (94900 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:09)
Pedro Cardoso DF