Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



  Quieta

Rosa Pena


É um espanto.
Se não escreves
vira um silêncio e tanto.
Talvez criado
para que eu perceba
teu encanto.
Emudeço!
De palavras careço.
Ouço o chiar da chaleira
a folha seca
deslizando na ladeira.
Imagino
teu pensar
o jeito do olhar
da voz: -O som.
Deve ser rouca.
Pena não ter deixado
em tua boca
o brilho do meu batom.



Outubro 2003

 
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 13/01/2005
Reeditado em 22/11/2008
Código do texto: T1495
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1415152 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (29000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:35)
Rosa Pena

Site do Escritor