Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minhas costas...

Minhas costas estão cansadas
Marcadas pelo aço afiado da vida
Que a castiga todos os dias
Não é um pedido de socorro, não
Minhas costas não são melhores que outras
Quem depende delas é que mais sofre
Mesmo que eu mereça mais castigo
Outros nada tem a ver com isso
Minhas costas estão doloridas
O chicote da vida a persegue,
E sem trégua, delicia-se com sua dor
Eu penso nos que me cercam
E que padecem comigo sem merecer
Desconhecendo minhas causas e seus efeitos
Minhas costas estão esquartejadas
Pela lasciva vontade de meus detratores
Com múltiplos traumas diários
Para muitos que não merecem
Constrangendo minha própria persistência
Minhas costas estão expostas
Mas a vida de outros deve ser respeitadas
Por que só comigo?

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 05/05/2005
Código do texto: T14957
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:32)
Peixão