Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJO, NOTURNO

Algumas me aprovaram
Outras me recusaram
E você fica em cima do muro
Sempre te quis por inteira
Não consegui nem 1/3
Perdi na experiência
Cansei sua paciência
E me acabei como um tolo bruto
Procurar os pedaços
Ocupar os espaços
Sem saber o que fazer
Nada limpa essa sujeira
Seja qual for o esforço
Perdi na experiência
Cansei sua paciência
E me acabei com a cara no muro
A melhor é aquela que te consome
Sacia de vez toda sua fome
Com sua mente beirando a um louco
Como deter tamanho desejo
Na mais pura trama, seja noturno
Do ter, ser e haver
Mesmo perdendo na experiência
E cansando sua paciência
E se acabando, se acabando, se acabando, se...acabando...

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 05/05/2005
Código do texto: T14962
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120249 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:03)
Peixão