Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O sentido do quê.

Fundo dispersivo
Coisa abstrata
Perdido no nada
Pela frente o vento
Irrealidade real
Posto surrealista
Tragado pelo buraco negro
Viajando de espaço em espaço
O deserto largo.
Não chega ao sepulcro
Mas,não existe terra
O combustível acabou
Há deriva nos olhos
A cor é invisível
Como a água sem gosto
Um cego na estrada
Horizonte de abismo
Sem querer... Ter querer
Que na fonte sagrada
Seco dia e noite
Igual a madrugada vazia.
Ninguém fala
O por quê; se não há pergunta
No que não vê resposta
Talvez ainda seja estrela
Simplesmente
Porque também ainda não nasceu.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 03/05/2006
Código do texto: T149870
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26305 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:27)
Condor Azul