Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

...recorte de janela...

Olhando o horizonte
Num recorte de janela
Por sobre as faces geométricas desses prédios
Andar por andar, no sétimo
Nesta Xavier de tantos Toledos
De tantos pedestres, veículos, camelôs
De misturas estranhas, lojas & botecos
Com o ar quase irrespirável
Fico atônito, lacônico, bobo,
E não enxergo a minha pequenez
Nesse turbilhão de muitas mentiras,
Meias-verdades e ilusões
O sexo passou mais cedo,
E não deixou recado
Tão perto da minha Santo André
E longe do meu mundinho,
Com aquelas parcas alegrias
Hoje foi um grande dia
Mas amanhã, ninguém sabe se vai chover.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 06/05/2005
Código do texto: T15007
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120255 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:52)
Peixão