Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUVEM

Hoje pego das rédeas do meu destino
Sem permitir nenhuma invasão...
Mas ao contrário que possam pensar...
Não deixarei de variar entre a loucura e a razão!

Hoje me torno nuvem alva no céu...
Cintilando no horizonte, atrás dos montes...
Encobrindo o astro-rei, pairando sobre seu olhar...
Mas nunca se deixando tocar, domar!

Branca nuvem a no céu roubar a atração...
Em cada momento se fazendo nova forma
Brincando com todo e qualquer imaginário
Num bailar onde a melodia eu mesmo faço!

Hoje me torno nuvem alva no céu...
Que num rompante pode escurecer
Atraindo raios para os mais incautos
Fazendo sua vida sucumbir em holocausto.

Ou posso mesmo deixar cair minhas águas
Suavemente em algum escolhido...
Mas nem pense da nuvem ter o domínio!
Logo ela evapora e retorna ao seu abrigo

Hoje me torno nuvem alva no céu...
E se você quer um conselho sábio...
Deixe essa nuvem no lugar onde está!
Não tente possuir seus atos e formas
Não a tente moldar ou  paralisar!
Ela é feita de substancias voláteis
Mas com uma força de renascimento sem igual!

E... Se algum mortal (pobre mortal!)
Lutar para destruir essa nuvem...
Estará causando um dano maior!
Porque essa nuvem se transmutaria
Tornando-se um mito, uma estrela...
Aumentando mais a sua grandeza
E do céu continuaria fazendo sua morada
Só que agora com um brilho infindo!

Santo André, 13.05.2005 – 13:37 h
Enloucrescida
Enviado por Enloucrescida em 04/05/2006
Código do texto: T150425

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Enloucrescida
Santo André - São Paulo - Brasil
634 textos (89718 leituras)
14 áudios (2047 audições)
4 e-livros (1045 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 03:53)
Enloucrescida