Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Doce tentação

 Angélica T. Almstadter
 
 
Onde acende a brancura dos meus seios?
Pouco importa, se na boca,
Ou nas mãos impuras,
Se a vertigem ronda e tonteia a razão,
Doce prisão essa nos teus arreios,
Para o bico que ponteia diabruras,
E falseia dentro das mãos.
Onde se deita a maciez dos meus seios?
Será na curvatura do teu corpo que o tempo verga?
Não importa. Nem se são nos cetins ou linho;
Se arrepia no calor que os alberga,
No leve tremor de dedos que os eriçam...
Onde apontam os meus seios buliçosos?
Sob a blusa fina que os esconde,
Quando teus olhares de leve cobiçam,
E os desvia envergonhado,
E nem sabe pra onde...
Com medo do pecado.
Onde se aninham meus seios amorosos?
Sob a luz insinuante da lamparina?
Nos meus sonhos de menina,
Com desejos indecorosos...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 06/05/2005
Código do texto: T15070

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55640 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:31)
Angélica Teresa Almstadter