Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O lenço

O lenço que secou a minha lagrima
Também secou a sua,
Nesse lenço fora imprimido
O nosso sentimento.
Hoje ele é exposto num museu,
Por ter feito parte de um sonho de amor.
Os visitantes voltam no tempo através dele,
Porque queriam ter passado, no passado,
Essa historia de amor,
Que até hoje faz sucesso em todos os corações.
Simplesmente uma dama da côrte,
Apaixonou-se perdidamente por um plebeu.
A distancia entre esses dois mundos, era muito grande,
Por isso só havia uma saída.
Pensaram em todas as formas de compreensão,
Não chegaram a uma conclusão,
Restou a imposição mortal.
Mas o que poderia ser feito,
Se toda a força do amor,
Já não tinha mais segredo?
Pensaram em Shakespeare,
Mas perto corria a solidão
E não foi possível fugir da realização,
Assim foram mais fracos que o conto.
Ninguém sabe o nome desse maravilhoso casal,
Que se escondeu atrás desses pseudônimos.
Shakespeare assim prometeu,
Eternos serão:
O amor,
Os protagonistas
 E o escritor.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 05/05/2006
Reeditado em 14/07/2007
Código do texto: T151067
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26309 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:19)
Condor Azul