Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando o desespero bate forte...

Quando o desespero bate forte
Quando tudo está mais sufocante
Descobre-se forças inimagináveis
Que revigoram, pelo menos, tentam,
O espírito, de tal sorte,
Que a extensa esperança
Desdobra-se na minguada roda da vida
Vão ficar lacunas não preenchidas,
Cicatrizes de erros cometidos,
Não observados, observados,
E milhões de explicações sem parâmetros
O desabafo vai também ficar entalado
Muito do que era preciso, perdeu-se,
E perdeu-se pela incompetência de outros,
Cujo princípio de vida, desassocia-se
De qualquer norma palpável,
Por mais insignificante que fosse
A maldita incompetência, sentencia
Aqueles bem intencionados e até atentos
Com escamoteios e risos, e supostos esforços,
Supostos e inúteis, que nada levam ou trazem
E no fim, com minguadas sobras
Resta a tentativa de recomeçar, mesmo que seja outra vez.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 06/05/2005
Código do texto: T15112
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:57)
Peixão