Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vida

Voraz e violentamente
me volto contra meu tempo
e peço para sorrir,
lembrando de noites claras
de colos cheios de vida
de vida cheirando a dor.
Desejo o branco da lua
na terra do meu caminho
roçando raizes de flores
e rumor de outras lutas
de orações pressentidas
e choros não derramados.
Sorrio, pois tudo serve,
no outro espaço da vida
da vida que nada vale
e, se vale, nada serve
e se serve, como vale
se nada vale ou serve ?
 
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Enviado por Maria Luiza de Monteiro Marinho em 06/05/2006
Reeditado em 07/05/2006
Código do texto: T151329

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
149 textos (4798 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:50)
Maria Luiza de Monteiro Marinho