Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alucinação

Vejo-a surgir por entre as águas
úmida, beleza feroz e salpicada
de poeira de sal e calor do sol,
como flor selvagem em margem de riacho
onde volteiam borboletas e brilham girassóis;
e em altivos passos com alma nos pés
achega-se à margem com brilho facetado
de mil gotas escorrendo pela seda
morena da pele queimada,
rosto de enígma, sorriso infantil,
gosto de licor caseiro, beijo de sobremesa,
mãos de boneca, cabelo em caracóis,
olhar de promessa, riso sem pressa e
todo o tempo oferecido
de vida que mal começa.
 
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Enviado por Maria Luiza de Monteiro Marinho em 06/05/2006
Reeditado em 07/05/2006
Código do texto: T151334

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link www.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Luiza de Monteiro Marinho
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
149 textos (4798 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:49)
Maria Luiza de Monteiro Marinho