Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS DOIS FILHOS



Quero ter dois filhos:

Um para me criticar
O outro – para me consolar

Um para dizer quem eu sou
O outro – para me dizer
O que eu não devo fazer.

Um para me aborrecer
O outro – para me dar alegrias.

Um, para eu lhe contar histórias
O outro – para me trazer decepções

Um para dizer que fica em casa
O outro – para dizer que vai embora.

Um, para me ter como amigo
O outro – para eu ter como hóspede.

Um para me chamar de pai
O outro – para me chamar pelo nome.

Um para me cantar as alegrias
O outro – para chorar as amarguras.

Sei que com dois filhos assim,
Percebo que a vida não é uma reta
Mas um círculo de extremos opostos,
Que se tocam após uma volta completa
E se completam no mesmo ponto final.
Pedro Ernesto Prosa e Verso
Enviado por Pedro Ernesto Prosa e Verso em 06/05/2006
Código do texto: T151421
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Pedro Ernesto Prosa e Verso
Fortaleza - Ceará - Brasil
439 textos (8782 leituras)
1 e-livros (6 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:59)
Pedro Ernesto Prosa e Verso

Site do Escritor