Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o estertor das pétalas brancas caíndo na relva verde





o estertor das pétalas brancas caíndo na relva verde


Como o silêncio da câmara lenta
Como um violino fingindo um sentimento dolente
como leite derramado sem tempo no vácuo da chávena
como a minha mão na curva da tua anca
como um anjo sorvendo uma oração

e um caleidoscópio de sons inaudíveis para o ouvido
um arco-íris de sonatas de sol

as pétalas brancas caíndo na relva verde
só se sente
não se ouve.

Constantino Mendes Alves
Enviado por Constantino Mendes Alves em 06/05/2006
Código do texto: T151586
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Constantino Mendes Alves
Portugal
324 textos (3787 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 09:58)
Constantino Mendes Alves