Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulher ao Extremo

Quero uma mulher de dois quartos, um vestido de mel, um rosto faceiro e mágico e reluzente, que tenha três sexos, sendo um sempre a disposição e frequentado por mim e pelo meu corpo.

Quero uma mulher vestal e amiga que tenha um quarto, dois travesseiros e um lençol de cetim, que tenha um sexo plausível e que possa até ser controvertido.

Quero uma mulher simples ao extremo e complexa até o fio de cabelo. que seja visionária, maleável, bruta, arrítmica, mas cândida nos pensamentos e nas carícias.Que me faça sonhar e rolar pelas nuvens.

Quero uma mulher de três sexos, sendo um amigável ao ponto de me enternecer, que use perfume de Odessa e um cordão de ouro que resplanda a luz de velas.

Quero uma mulher, um tanto assim mulher, sem cor importante, mas que seja pura como o nascente e agressiva como o valente guerreiro. Não quero as de meias-palavras, nem por inteiro, senão terei que dividí-las.

Quero uma mulher romana ou medieval, por bem falar, servem as gregas e petruscas. E por bem dizer, qualquer uma que tenha o calor de uma noite texana e que nunca tenha conhecido o frio e o valente que dobra os vazios.


Quero uma mulher sem ocasos.Que seja rubra e fogosa que seja sempre verão e, ocasionalmente, amaine sua brisa em meu corpo.

Que tenha um quarto e uma cama, um lençol para amar e outro para dormir.Um grande cobertor colorido, quente e prumoso, que saiba esconder confidências.

Que seja minha metade e me faça guerreiro alasco da vida, onde eu tenha forças para sobreviver neste louco, louco mundo, onde iluminam as nulidades e aplaudem o rei de poucos dias.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 07/05/2006
Reeditado em 08/05/2006
Código do texto: T151715
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26783 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:50)
José Kappel