Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

sem dinheiro pra absolutamente nada.

chirarei nos ombros de minhas proprias poesias
derramarei lagrimas ocultas q escorreram recas e vazias

um dia em que me encontro tao triste e desanimado q chego a nem bem me reconhecer
contrariando a filosofia de vida de sorrir eternamente e nada fazer-me amolecer

porem ateh o ferro enferruja e o brilho se apaga
tendo o calor do carinho da minha letra que meu peito afaga

e eu realmente estou triste e desanimado o suficiente pra naum querer nem mais concluir a escrita
vou deitar e tentar esquecer de um mondo de notas e desuniao q tanto me irrita

uso a poesia pra expressar meus sentimentos, como um refugio e um desabafo
so escrevo pra mim mesmo e se nao gostarem esta safo.
rOg Oldim
Enviado por rOg Oldim em 07/05/2006
Código do texto: T152165
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rOg Oldim
São Paulo - São Paulo - Brasil, 29 anos
185 textos (6583 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:45)
rOg Oldim