Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A CRIAÇÃO DA MÃE

Deus, farto de viver só
E junto à todas as coisas,
De recriar a criação
E a tudo gerar sozinho,
Criou em si fausto ventre
E no meio de tanta gente
Trançou as palhas do ninho.

Deu nome de Mãe à obra
E nela fez criação;
Por conhecer o Amor
Em nela pôs coração.

Gerou gerúndio José
E imperfeita Maria,
Que juntos geraram fé
No feno da estrebaria.

Gerou girou roda mundo
E dele fez o seu berço,
E da costela do fundo
Nasceu a conta do terço.

Criou um tanto e à vontade
Largou-se da criação,
Em si Mãe fez-se em bondade,
Multiplicada poção.

O mundo vasto que é hoje
Do ventre de Deus se fez,
No bojo dessa vontade
Mãe gira e gera outra vez.


Preto Moreno
















Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 08/05/2006
Código do texto: T152535

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6768 textos (102475 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:30)