Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESCONSTRUÇÃO

Com cinco tijolos fiz uma casa.
Desfiz a sala,
Remontei o quarto,
Repus a parede
Na qual pendurei o Fato.

Escrevi um poema
No tijolo aparente.

Aparentemente conexo
O verso primeiro me parecia diverso
Do segundo e assim
Por todo o complexo.

Construí o monjolo, a bica,
Refiz com mica
A cobertura da parede,
Parei, com sede,
Bebi do poço
Que havia posto
No varal de pedra nua.

Em cinco dias espalhei a construção
Por todos os continentes e,
Por suposição,
Supus estar criando como criança
A ventania da ereção.

Erigi a Igreja e, por besteira,
Libertei o Deus Aprisionado,
O soltei, fiz com cuidado,
Na arena principal.

Com cinco pedras fui apedrejado,
No Jornal de Domingo
Fui desclassificado
Como material de segunda mão,
Entulho, entalhe em madeira velha,
Nervos de árvores em cinco partes
Ainda é o que me resta,
Desconstruindo do último fio
Ao chão que por sustento
Se presta.


Preto Moreno











Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 08/05/2006
Reeditado em 23/05/2006
Código do texto: T152538

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6777 textos (102524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 03:58)