Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O céu que estava aqui

Cadê o chão que estava aqui?
Bato braços e pernas no vazio
bato dentes de frio
Bato cabeça em busca de ar e luz

Cadê a cama quente que estava aqui?
Sem o ninho de antigo repouso
pareço corpo prestes a 14 provações
Solto na prisão de mundo alienígena
que via-crúcis me espera?

Cadê o beijo que estava aqui na boca?
Bato asas imaginárias
no vácuo onde a vida deveria brilhar

Cadê o chão que estava aqui?
Tampem os buracos negros do universo
O buraco negro de tua ausência
que a tudo engole e onde caio

Cadê o amor que estava aqui no peito?
Agora cremado não é nem mais cadáver
para exumação e autopsia
Teria mesmo existido
ou só foi falso braseiro o tempo todo?

Cadê minha mulher que estava aqui?
O vento frio que há pouco me envolveu
redemoinhou nos olhos e sumiu

Foi o corpo-pó do amor que fugiu
Rossyr Berny
Enviado por Rossyr Berny em 08/05/2006
Código do texto: T152716
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rossyr Berny
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
61 textos (3128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:10)
Rossyr Berny