Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Metade de mim

Quando falo calo insistentemente
Calo pra ouvir meu coração gritar, clamar
Calo no meio da noite pra me encontrar
entre palavras soltas desabrochadas
entre risos e chorar,
Sou incuravelmente palavra
Sou verbo regular
Ouço vozes dentro de mim
elas me procuram e me encontram
Entre tantas letras a pronunciar,
Eu danço
Mergulho
Navego no mar de palavras
saídas de mim,
criadas por mim
filhas de minha alma
metade de mim é só palavras
e outra metade quer apenas brotar .
Ana Clea Bezerra de Abreu
Enviado por Ana Clea Bezerra de Abreu em 09/05/2006
Reeditado em 09/05/2006
Código do texto: T153010
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Clea Bezerra de Abreu
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 39 anos
49 textos (3785 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:34)
Ana Clea Bezerra de Abreu