Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Filosofia Irritante do Não

Hoje eu separei um dia para refletir

Para ver se eu fico amigo do tédio

E se abraço ao tédio

E se ele ( o tédio ) for mulher

Eu beijo os lábios do tédio

E tento fazer parte dele

Como aqueles átomos que de acordo com Clarice, disse sim a outro átomo que disse sim a outro que disse sim

Só para se chegar a simples conclusão

De que o não
é duro. O não dói,

E que a dor é arrogante

Como a maioria dos nãos

Ela é transparente, não tem cor aparente e

por isso dói - por que tem um não:

O não de

"não tem cor".  
Parangolérico Kaloré Kerexu
Enviado por Parangolérico Kaloré Kerexu em 09/05/2006
Código do texto: T153130
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Parangolérico Kaloré Kerexu
Salvador - Bahia - Brasil
11 textos (370 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:34)
Parangolérico Kaloré Kerexu