Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cenas Tropicais – VI

Pela hora da janta, partes & pratos,
O esqueleto que balança pelo dia todo
A farra do que entra, sem dar conta,
O olho que da janela só delata
Segurança à vista, rangendo os dentes,
Tapas para escutadores de novelas
Pisca luz, pisca, cisco no olho do furacão,
Lata vadia socada no parapeito
Vaginas vasculantes no acesso, risco,
Farol que a milha induz, alto-mar,
Som na caixa, mais uma pitada de sal,
Em algum lugar para recomeçar
It’s only a rock roll, outras certezas
Vasca temperatura, adágios & piratarias,
Açudes rompidos feitos hímens, agulhas,
Aquele orelhão voltou a funcionar
Descarga elétrica na privada vazia
Pizzas sobre rodas, cinema em casa,
TV com horas de partidos, polítikas...
Espuma de sabão contra a gripe aviária
Terror que bate nas portas de Gothan City
Nas ondas do rádio, peixe pescado,
Almoço na casa da mãe, folgas de quinta,
Parada errada, via com mão única,
Mais uma correndo nua na República,
Meia-noite, noite de Lua cheia, ave,
Abóboras selvagens falando de Nietzche,
Lobisomens, múmias, vampiros & acadêmicos...
Psicanálise foi para o divã navegar
Tatuagem mixada com a gola da camisa
Alta da bolsa com o miocárdio explodindo
Amérika é um travesti drogado
Utopias mandaram a esquerda à merda
A direita borrada da cabeça aos pés
Outro prato vazio andando de carro 0km
Imaginário sortido na Ponte da Amizade
Farofa de fim-de-semana, água salgada...
Departamento de reclamações fechou,
O de milagres, demora ainda para abrir...!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 10/05/2006
Código do texto: T153517
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120251 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:40)
Peixão