Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sensaboria do Dia-a-dia da Mulher

1) Ela me deixou com lirismo,
batendo a porta na minha cara,
e disse: meu caríssimo,
homem igual à você dá só azar !

2) No coração de certas mulheres
não existe lirismo, pois rosa dei a ela,
muito bonita, terna, vermelha,de colher,
ela me devolveu dizendo que não paso de amor de vela.

3) Na casa dela tem pingentes, escadas de pano e duendes,
tem quadros lindos e estátuas nuas e  pra frente,
mas ela não percebeu que ter não é possuir
por isso ela está se trocando por homens homens de usufruir.

4) A mulher que encontrei é dúbia,
não é que ela se diz romântica,
e só me diz agruras de fúria,
e rompantes de amargura semântica !

5) Esta mulher é bem falada, até alvissareira,
mas o povo daqui já a chama de passageira,
pois ele fica dando frutos à torto e à direito,
nas esquinas da vida, para  homens aventureiros !

6) Conheci uma mulher de duas falas:
numa dizia, nosso amor é pra sempre,
noutra, você, amor meu, é bem alado,
mas no real, ela só vivia pros homens que dormem de frente !

7) Conheci uma mulher bem evoluida e contundente,
falava bem, instruída mas cheia de parentes,
um dia ela me amou de morrer - dizia  fremente,
mas acabou fugindo com o sogro, que era tenente.

8) Tenho duas amantes, uma de 18 outra de 50,
todas as duas dizem de seus amores eternos por mim,
mas a  de 18, bonita e formosa, só pensa em comprar,
a de 50, bem evoluida e tratada, até bonita, só pensa em gastar !

9) A mulher de minha vida, agruras do dia, casamento alado,
não sai do salão de beleza, pinta, repinta. Vida mortalha!
Mexe, retoca, refaz, esquenta, resfria. Mas que fria !
Um dia sai com ela e senti o que era feiura programada.

10) Perdi a mulher que mais amava,
ela me trocou por um sub-gerente,
Hoje ela vive na filial da Pérsia, de tanta gente,
e dá pra todo mundo suas contas e herpes !

11) Minha parnafernália começou quando
conheci minha amada e querida Amália,
pois um dia era de caos estrábico,
e no outro uma de zona das arábias.


12) Minha namorada era genipália,
mal sei dizer o que é isso,
fui ao médico e perguntei meu árido,
e ele me disse: seu amor não é de saias !
Desconfiei e pesquisei na Internet
e descobri coisa diferente - é coisa que remexe:
minha namorada não tinha genitália,
mas tinha um belo tronco de prazer!


13) Minha namorada, de bom alvitre e encorpada,
passou em todos testes que fez de ávida:
os exames foram médicos bem apurados,de mim,
deu um porém: descobriram que ela estava grávida !


14) Fui na quitanda da esquina , bem fácil e oportuno,
precisava de alhos e bugalhos, e maças de soslaios,
tô eu lá gritando pelo quitandeiro e nada do homem soturno,
foi então que ele apareceu de repente ao lado de um mulher
e foi  logo dizendo: estou pesando, pesando a pobre coitada !

José Kappel
Enviado por José Kappel em 12/05/2006
Reeditado em 13/05/2006
Código do texto: T154604
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26779 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:52)
José Kappel