Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JOÃO ACHOU COISA ESTRANHA.

João achou coisa estranha,
Quase pagar mais que ganha
Num holerite maluco
Com códigos e números
Que não representam aumento,
Não altera seu viver
De tão pouco provento.

João não se atrasa,
É cumpridor de horário,
Horário comprido,
Horário cumprido,
João mais se desloca
Pra chegar no serviço,
Do que fica pra trabalhar.

João coisa esquisita
Deslocar tanto tempo
Pra mal chegar em casa
Tomar banho trocar de marmita
E voltar.

Mal vê a mulher,
Que para seu chefe é senhora,
Para os filhos cozinheira,
Para si lavadeira,
Para a lei companheira,
Para a sociedade mãe solteira,
Mas tem filhos,
O convívio é marital
Não precisa testemunhas
Para provar que é casal
Para isso dos filhos vale o registro
Para João gratuito
Para os filhos atestados de cidadania
Sem saber, no entanto.
Que é cidadania.


(D’EU)

Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 07/05/2005
Código do texto: T15484
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20820 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 16:05)
Sidnei Levy