Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Penso no Deserto


Cissa de Oliveira

“... escrevo o amor que, depois, apago.
De ti não escondo: observo a areia. O deserto...”

In: Observo a areia : José António Gonçalves

não nego. há tempos eu penso no deserto.
acho que é para justificar a miragem.
o movimento discreto das ondas
de minúsculos grãos.
as estradas abertas do coração
de vento quando traz o burburinho doce
do oásis. o teu corpo
recostado à tenda iluminada
dos dias ou à escuridão
se cravejada de estrelas.
não nego. eu perpetuo a miragem.
desenho versos de amor para os peixinhos
nos corais do mar
em que o deserto se transformou
depois de ti.
não nego.
há tempos eu penso no deserto.

Cissa de Oliveira
06.02.05

Cissa de Oliveira
Enviado por Cissa de Oliveira em 07/05/2005
Reeditado em 07/09/2013
Código do texto: T15510
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cissa de Oliveira
Campinas - São Paulo - Brasil
140 textos (28489 leituras)
10 áudios (1446 audições)
1 e-livros (909 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:16)
Cissa de Oliveira