Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedras de Cobrir

Pedra de cobrir,esconder o tato,
pedra que bate e não quebra,
pedra que atiça mas não fogueia.

Pedra que é pedra,
feita de pedra ela é.
Pois homem não come
o que é feito
nem terra, nem de pedra.

Pedra de uma hora,
que rola um milagre rocheado,
no colo alvo dela;
pedra roliça,
que abate e sangreia.

Se é fruto da pedra,
da argila, aferra os
caminhos,
arde,comisera, mata em
pedaços, em quem, um dia,
foi Fedra!

De mulher você virou
coisa de pedra,
pois pouco entendo
de montanhas tão quietas,
e não sei mais calcular
a idade da rocha
quando se rebate na placidez
do vento.

Viveu uma vida aqui,
mas na outra partiu,
sem nada dizer,
igual à gomos de pedras:
insensível,calada,
carregando duas camas,
um pecado,
um beijo,
e um louco nosso amor,
que virou pedra.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 14/05/2006
Código do texto: T155783
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26780 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:37)
José Kappel