Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flutuando na Solidão

vivi no fim
do mundo:

por partes,
um de cada
vez:

o inferno mora
na próxima
esquina de
cada um.

fácil de
entender
difícil de
perceber.

lá se
vestem
de
saias,
se corrompem
os corpo avulsos,
como fagulhas,
igual braseiro.

tudo igual às
deusas do
pervetido.

em sua alegria,
me tombou também
para os infernos,
no fim do mundo,
tudo por se
tentado a
comer
uns centavos,
e beber
na taça
da noite que
flutua em
solidão.
José Kappel
Enviado por José Kappel em 14/05/2006
Código do texto: T155798
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26785 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:38)
José Kappel