Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUAL GRÃO DE MOSTARDA

QUAL GRÃO DE MOSTARDA

Caiem lenta, lentamente
As ilusões têm fim...
Com certeza, certamente,
Tudo na vida é assim !

Pela janela do tempo
Vi o mundo diferente,
Não de simples passatempo
Mas de um Deus onipresente.

Olhei através do presente,
Vi um futuro sem par,
Como o sol já no poente
Que espera a lua chegar!

E entre tanto desacerto,
Com que a vida nos premia,
O futuro sempre incerto...
Causa em nós a nostalgia.

Somos qual grão de mostarda
Que o vento sacode e guia
Quando a semente é jogada
Em terra fértil procria !

São Paulo, 15/05/2006
Armando A. C. Garcia

Leia “O NOVO MUNDO”
Armando Augusto Coelho Garcia
Enviado por Armando Augusto Coelho Garcia em 15/05/2006
Código do texto: T156323
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Armando Augusto Coelho Garcia
São Paulo - São Paulo - Brasil, 79 anos
656 textos (25581 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:52)