Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NO QUARTO ESCURO DO PSICANALISTA

Escuto a vertigem da luz
Retorcida
Na parábola elétrica.

Escuto o esteta
Rebuscar o que não presta
Nem para
Dissecar.

Ouço o vago ranger de dentes
Como se as sementes
Não fossem do meu ser.

Busco a consagração definitiva
Entre
A estrutura e a palafita
Que rangem
Sob dóceis conselhos.

Estralo artelhos,
Levanto-me,
Os joelhos
Eretizam minha pua:

Vejo minha mãe nua,
Meu pai cruxificado,
Vejo o perdão, vejo o pecado
E pago a conta ao sair.


Preto Moreno
Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 15/05/2006
Reeditado em 15/05/2006
Código do texto: T156582

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
6768 textos (102477 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:39)