Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

gripe boliviana

Minha disposição
Não tem lar
escorre pelo nariz
ranho seco rachado
mata-me
aos poucos
gota à gota
fio por fio
olhando prum sol
pra esquentar a alma

carequinha
morreu palhaço
teve enterro alegre
temperamento forte
estreou  novo show
no pólo norte
quiçá
senti outro dia esta palavra me beliscar
Queimei a boca do gol
Me empolgando
deu na tv que
umidade relativa do ar
ta baixa
Portanto
passe água
na vidraça
Beba pinga
Com cachaça
Puxe o catarro
cuspa na crista do galo
ou na calçada
mas lembre-se
não vale pigarro
este deves engolir
para que seu estomago goze de nicotina
fique assim
deitado
poupe o fardo
feche a cortina
meu globo ocular vê cansaço
já me basta de luz
o nome dela é preguiça
como faz?
nem sentido
apenas me seduz...

 
Marco Cardoso
Enviado por Marco Cardoso em 15/05/2006
Código do texto: T156597
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Cardoso
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
1601 textos (34632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:48)
Marco Cardoso